A simples estratégia de Steve Jobs para você conquistar o que deseja

A simples estratégia de Steve Jobs para você conquistar o que deseja

E que ele colocou em prática aos 12 anos

 

Artigos
06 de Novembro
0
comentários

Steve Jobs gostava de estabelecer expectativas altíssimas. Ele ficou conhecido também pela uma personalidade difícil - mas que desafiava outras pessoas a trabalharem duro, fazerem mais e atingirem, assim, grandes resultados. Muitas vezes, era mais do que elas haviam imaginado serem capazes de fazer. Vamos dizer que Jobs era um líder exigente. Mas isso não significa que ele não acreditava no poder do questionamento. Na verdade, Jobs tinha uma estratégia bem simples para conquistar aquilo que desejava. E ele deixou ela registrada em um vídeo, que gravou uma entrevista realizada em 1994. 

"Eu nunca encontrei ninguém que me negasse uma ajuda se eu pedisse. Aos 12 anos, eu consegui o número na lista telefônica e liguei para Bill Hewlett [engenheiro americano que fundou a Hewlett-Packard - famosa HP]. Disse: "Olá, meu nome é Steve Jobs, tenho 12 anos e sou estudante. Gostaria de construir um frequency counter [equipamento eletrônico] e queria saber se você teria algumas peças de reposição que eu preciso para a montagem". Ele deu risada, mas me deu as peças que precisava bem como um estágio nas férias escolares na HP. E eu, bem, eu me senti no paraíso", conta Jobs no vídeo.

A lição do executivo, considerado uma das mentes mais brilhantes no mundo dos negócios, é simples: esqueça o medo do "não" e pergunte, peça por ajuda para realizar algo. No vídeo, ele comenta que em toda sua vida nunca encontrou alguém que houvesse desligado o telefone na sua cara ou lhe negado um pedido. "Eu apenas pedia. E então, depois, quando as pessoas me pediam algo, eu buscava ser atencioso, pagar a dívida e mostrar minha gratidão de volta", diz.

"O problema é que a maioria das pessoas nunca pegou o telefone para fazer uma ligação. A maioria das pessoas nunca pede nada. E é isso que separa, muitas vezes, as pessoas que conquistam algo daquelas que apenas ficam sonhando as conquistas", disse. "Você tem de agir, você tem de estar disposto a falhar e você tem de estar disposto a quebrar a cara com as pessoas ao telefone".

Seis anos após sua morte, com a Apple próxima de atingir US$ 1 trilhão de valor de mercado e lançando o iPhoneX - grande novidade em anos - a estratégia de Jobs parece continuar fazendo todo sentido. 

 

Fonte: Época Negócios

Enviar para um amigo