Autossabotagem: saiba o que é, sintomas e como tratar

Autossabotagem: saiba o que é, sintomas e como tratar

Por se tratar de um comportamento inconsciente, os motivos que o desencadeiam são diversos.

Artigos
18 de Julho
0
comentários

Ao longo da vida, diferentes objetivos, sonhos e vontades fazem parte do dia a dia do ser humano. Porém, motivações variadas podem fazer com que um indivíduo coloque empecilhos para realizá-los. Essa prática também é conhecida como autossabotagem. 

A psicóloga e coach de vida e carreira Viviana Madisson define a autossabotagem como "circunstâncias em que a pessoa inconscientemente não se permite conquistar ou realizar coisas que deseja ou sonha". 

Por se tratar de um comportamento inconsciente, os motivos que o desencadeiam são diversos. Dentre eles, a distorção da autoimagem, o pensamento de não se considerar merecedor de algo ou de achar que a situação será diferente do esperado.

No entanto, independente do motivos que levam um indivíduo a se auto sabotar, é importante estar alerta a essa prática pois ela pode interferir na autoestima.

"Se a autossabotagem estiver muito alta, a autoestima normalmente está baixa e há uma distorção da autoimagem, que pode fazer a pessoa se prender num ciclo de autopunição por não se sentir merecedora de algo bom ou melhor do que está passando, diminuindo drasticamente a qualidade de vida", explica a psicóloga.

Muitas vezes, porém, a pessoa não percebe que está se autossabotando. Por esse motivo, é importante atentar-se aos sintomas e buscar o autoconhecimento. 

Sintomas da autossabotagem

A autossabotagem se manifesta em comportamentos contrários a um objetivo. "Uma pessoa deseja muito entrar numa determinada faculdade, estuda muito para o vestibular e ao ser aprovada não vai realizar o sonho, alegando situações diversas", exemplifica Viviana.

Veja a seguir outras práticas comuns da autossabotagem:

Criar situações para algo que quer muito não dar certo;
Desistir de uma conquista almejada;
Sentir medo excessivo de falhar ou se frustrar;
Ter a sensação de não ser bom o suficiente.

Tratamento

De acordo com Viviana, a psicoterapia é uma alternativa para lidar com a autossabotagem. Para isso, é necessário entrar em contato com um profissional da área com credenciamento no Conselho Regional de Psicologia (CRP).

"A autossabotagem pode ter origens diversas e a psicoterapia auxilia no reconhecimento das qualidades e recursos internos, fortalecendo a autoestima e fazendo com que a pessoa tenha mais condições de fazer as mudanças concretas que busca para a sua vida", conclui. 

Além disso, a psicóloga também destaca a importância de estar aberto para vivenciar o processo de autorreflexão proposto pela terapia e se reconhecer como o agente responsável pelas mudanças em sua vida.

 

Fonte: Revista Quero Bolsa

Enviar para um amigo