Este “truque” faz você atrair recrutadores e vagas no LinkedIn

Este “truque” faz você atrair recrutadores e vagas no LinkedIn

Gerente do LinkedIn revela uma tática para seu perfil ganhar relevância e aparecer primeiro nas buscas dos recrutadores

Dicas
09 de Fevereiro
0
comentários

A principal estratégia para aparecer nas buscas que os recrutadores fazem pelo LinkedIn é usar corretamente as palavras chave que descrevam a função profissional que o candidato desempenha e também resultados atingidos. Mas, não é só isso, segundo a gerente de marketing do LinkedIn, Natália Rocha.

Ganha mais visibilidade nas buscas quem é ativo. “O LinkedIn é um ambiente vivo é uma rede social não um banco de dados de currículos. Não adianta criar um perfil e não fazer nada”, diz Natália.

Além de manter o perfil completo, atualizado, com foto e o máximo de informações sobre a sua trajetória profissional e áreas de interesse, é preciso estar, de fato, presente por lá.

Isso quer dizer conectado, interagindo, compartilhando e cultivando relacionamentos. Quem faz isso vai ganha mais pontos e a soma de todas as estratégias é o que vai significar, de fato, maior chance de aparecer primeiro nas buscas dos recrutadores.

“Quando faz a busca, existe a questão da relevância do perfil”, diz. É um dos fatores levados em conta na hora de ranquear a lista de profissionais que aparece para um recrutador quando ele faz uma busca de candidatos na rede.

Como começar a ser ativo?

Com 30 milhões de usuários brasileiros, o LinkedIn está com o engajamento dos brasileiros em alta. “A gente vê isso mudando. O brasileiro está entendendo mais como funciona, interagindo, seguindo empresas, influenciadores”, diz Natália.

O aumento da participação brasileira na rede é de candidatos e também das companhias Uma das melhores páginas de empresas da rede, segundo pesquisa divulgada em julho do ano passado, é a da brasileira Hotmart, com quase 30 mil seguidores.

O ranking levou em conta a escolha dos usuários. A qualidade, a criatividade do conteúdo compartilhado, o número de seguidores e também o engajamento atingido a partir da interação com os profissionais.

Do lado dos candidatos, uma sugestão é conhecer melhor a plataforma de compartilhamento de conteúdo e notícias, Pulse, lançada em 2015 pelo LinkedIn.

Para ser um influenciador, é preciso ser convidado pela equipe do LinkedIn, mas qualquer pessoa pode escrever um artigo. Publicar texto com foto é a única exigência técnica que o LinkedIn faz para promover artigos na Pulse.

Semanalmente milhares de textos são divulgados e a equipe da rede social até já divulgou lista com os textos de pessoas comuns que fizeram mais sucesso.

Outra tática relevante é entrar em grupos e participar de discussões. Segundo Natália, além de ganhar visibilidade para o perfil, isso mostra aos recrutadores que o candidato está conectado ao que acontece na sua área profissional.

 

Fonte: Exame.com

Enviar para um amigo